Metaverso: por que empresas e pessoas estão gastando milhões em imóveis virtuais: confira

Metaverso, vamos falar sobre a criação dessa nova realidade? Você deve estar se perguntando, o porquê de tanto investimento em terras que virtuais? Hoje vamos falar do porquê de tanto investimento em imóveis virtuais. Se o assunto te interessa, não deixe de ler até o final!

Já existem metaversos à disposição do público e neles os usuários podem interagir por avatares. Em plataformas como Sandbox e Decentraland, já se pode ser parte dessa”vida virtual” e como no mundo real, os avatares podem adquirir imóveis. Por fim, para entender o metaverso e esse crescente mercado que investe em terrenos virtuais, leia o conteúdo até o fim!

Donald Trump lançou o seu aplicativo na Apple Store

O que é esse mundo de realidade virtual?

Em primeiro lugar, vamos falar um pouco sobre o metaverso, afinal de contas o que ele é? A melhor forma para se definir é: um mundo virtual que tenta se aproximar da realidade do mundo físico. Um universo simulado através da tecnologia 3D, assim, se torna possível criar espaços individuais, coletivos e as pessoas podem adquirir inclusive imóveis.

A saber, o metaverso é desenvolvido pela soma da “realidade virtual” (RV), “realidade aumentada” (RA) e “internet”. Sem esses três fatores não é possível criar esse novo espaço de interação. Pois, é! A tecnologia como sempre traz novidades surpreendentes. E por fim, vamos falar sobre os investimentos em imóveis virtuais?

Metaverso: por que empresas e pessoas estão gastando milhões em imóveis virtuais: confira
Metaverso: por que empresas e pessoas estão gastando milhões em imóveis virtuais: confira / Créditos de imagem pixabay

Metaverso tem recebido milhões em investimentos – Empresas e pessoas estão adquirindo imóveis virtuais

Pode parecer até impensável investir em imóveis virtuais, no entanto, o mercado está em alta e têm recebido milhares de dólares. A Consultoria PwC comprou imóveis no The Sandbox, sendo um universo de jogos virtuais. Assim como outras empresas, também estão comprando terrenos “fictícios” no metaverso. 

É possível encontrar notícias de outros investimentos, onde grandes quantias foram colocadas nessas plataformas. Um bom exemplo é a de uma pessoa que comprou propriedades no Snoopverse por R$2,5 milhões. E não acaba por aí, o Metaverse Group fez um investimento no Decentreland de R$13,8 milhões na compra de terrenos virtuais. Muito dinheiro, não é?

Os Terrenos virtuais como NFTs estão com mercado em alta

As compras no mercado virtual são feitas com criptomoedas ou tokens (NFTs), essas são as principais maneiras de circular dinheiro dentro do universo virtual. A NFT é um tipo de arquivo não físico, ou seja, um arquivo virtual. Um ativo primordialmente constituído por vídeos, imagens, músicas e até mesmo bens e imóveis virtuais. 

Leia também: jogos em blockchain serão tendência em 2022

Esse é um mercado como todos os outros e técnicas de marketing são utilizadas para gerar valor aos imóveis. Por isso, alguns limitam a oferta para instigar os usuários a efetuar a compra. Um bom exemplo é a Decentraland, que desmembrou seu metaverso em 90 mil lotes e os vende mostrando uma quantidade finita de terrenos.

Em junho de 2021 os valores dos terrenos virtuais começaram a subir, e um exemplo disso é a compra feita pela Republic Relm. A empresa trabalha com investimento imobiliário digital e adquiriu R$ 5,1 milhões em NFTs em 116 terrenos da plataforma Decentraland. Então, essa foi a compra de maior valor por propriedade que a plataforma recebeu até agora. 

Depois, em novembro de 2021, o Grupo Metaverso realizou uma compra de 259 terrenos na Decentraland, com o custo final de R$ 13 milhões. O valor parece superior ao da compra da Republic Relm, mas colocando a diferença na quantidade de terrenos, a primeira empresa continua invicta.

Para deixar claro, outras plataformas de realidade virtual também estão lucrando com a venda de terrenos. Esse é o caso da Axie Infinity, que realizou uma venda com o valor estimado em R$13,1 milhões e outra de R$ 8,5 milhões. De fato, é muito dinheiro, contudo, é importante lembrar que os valores dos ativos são estimativas.

Metaverso: por que empresas e pessoas estão gastando milhões em imóveis virtuais: confira
Metaverso: por que empresas e pessoas estão gastando milhões em imóveis virtuais: confira / Créditos de imagem pixabay

O que esperar do mercado imobiliário do metaverso?

Por certo, até pouco tempo atrás a compra de um imóvel tinha a função de ser uma residência, abrigo e um local de encontro com amigos. No entanto, o metaverso trouxe uma nova perspectiva sobre propriedade. Assim como no espaço físico, a compra do terreno possibilita a aquisição de uma casa e até que o usuário receba visitas virtuais. 

Por fim, o mercado imobiliário virtual está em expansão. Em algum momento a realidade virtual vai fazer parte do nosso dia a dia, assim como as redes sociais. Portanto, entender essa nova realidade nos aproxima desse futuro que não está tão distante assim. Desde já, é possível planejar a utilização desse espaço como um mercado não apenas imobiliário.

Por hora, parece um mercado impenetrável e caro, contudo, vale ressaltar que nem todos os terrenos do metaverso vão custar tanto. A previsão para esse mercado é que ele cresça e se torne viável nos próximos anos. A intenção é que o mundo virtual se torne um espelho da realidade e que tudo esteja conectado.

Confira: app que você pode ganhar $50 no PIX: Ganhe dinheiro com aplicativo

App que você pode ganhar $50 no PIX: Ganhe dinheiro com aplicativo
App que você pode ganhar $50 no PIX: Ganhe dinheiro com aplicativo / Créditos de imagem pixabay

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2023 GETFINTEC - Theme by WPEnjoy · Powered by WordPress